A comunicação digital entre sua empresa e seus prospects pode conferir inúmeros benefícios. Nesse sentido, o melhor caminho para possibilitar melhores resultados é fazendo o aprimoramento das estratégias de email marketing.

Quando surgiu, ainda no século passado, o e-mail era utilizado apenas como uma forma de trocar mensagens entre as pessoas. Entretanto, em pouco tempo, as organizações notaram o potencial desse canal e começaram a utilizá-lo como ferramenta de divulgação.

Um dos fatores que contribuem para o seu sucesso é o baixo custo em relação às alternativas offline. Afinal, a produção e o envio de mala direta e panfletagem geram gastos com impressão e distribuição.

Além disso, por meio de uma tática bem elaborada, é possível conduzir os leads pelo funil de vendas, aumentando as taxas de conversão. Mas, para conseguir alcançar esses resultados, é preciso atentar a alguns detalhes importantes.

Portanto, neste artigo, vamos falar sobre 5 estratégias fundamentais para você aplicar em seu email marketing e aumentar sua eficácia. Confira!

1. Segmente sua base

A primeira estratégia que vamos abordar é também uma das mais importantes e deve ser o ponto de partida. A segmentação da base de e-mails é um fator crucial para a efetividade da sua comunicação. É ela que vai diferenciar seu público conforme suas principais características.

Desse modo, o direcionamento das mensagens pode ser feito de uma forma mais pessoal. Algo que se aproxima bastante do envio de um e-mail individual, feito especialmente para aquela pessoa.

Nesse momento, é importante contar com uma ferramenta que facilite e potencialize os resultados da tarefa. Plataformas de automação, como o RD Station, fazem a segmentação de forma automática, utilizando padrões configurados pelo time de marketing. 

Se o seu estabelecimento oferece mais de um produto ou serviço, essa tática é ainda mais relevante porque ela permite que os clientes em potencial sejam trabalhados de forma setorizada. Ou seja, a divulgação de cada um deles é feita para um grupo específico que demonstrou interesse naquele item.

2. Use a psicologia a seu favor

Entender alguns elementos da psicologia contribui para a criação de mensagens mais persuasivas e eficientes. A forma como as informações são dadas, o formato, o design e uma série de outros fatores são determinantes para o sucesso da estratégia.

Nessa perspectiva, o uso de gatilhos mentais é uma das práticas mais poderosas utilizadas atualmente. Trata-se de palavras e expressões capazes de iniciar uma determinada linha de raciocínio. Existem diversos tipos  cada um deles relacionado ao objetivo que se pretende alcançar.

Alguns exemplos recorrentes são:

  • urgência (últimos dias para aproveitar a oferta);

  • escassez (últimas unidades);

  • autoridade (somos uma empresa com mais de 20 anos de mercado);

  • prova social (depoimentos de clientes);

  • entre outros.

Uma observação importante no uso desse artifício é que ele deve ser aplicado de forma natural. Eles só funcionam com todo seu potencial se forem sugestões sutis e não imposições. Logo, evite utilizar muitos gatilhos de uma vez e busque suavizar as mensagens.

3. Preocupe-se com o design

Você deve conhecer um ditado que diz: “não julgue um livro pela capa”. Bom, pode até ser um ótimo conselho, mas saiba que seus leads não o seguem. Portanto, eles vão julgar a sua empresa com base na aparência dos seus e-mails.

Ademais, o design não se resume apenas a uma questão estética. Ele também é responsável por garantir uma melhor visibilidade das informações, o que auxilia na facilidade de leitura e compreensão da mensagem.

Por isso, a preocupação com os aspectos visuais deve ser constante. Evite o uso de muitas cores e textos muito longos e prolixos. Prefira uma apresentação mais limpa e simplista. Use imagens, mas cuidado com os excessos.

4. Ofereça algo de valor

Vamos começar este tópico com um fato: as pessoas buscam a solução de problemas, não produtos e serviços. Isso quer dizer que um indivíduo não quer uma garrafa de água, ele busca algo para saciar a sua sede, que pode ser uma garrafa de água, mas também pode ser suco, refrigerante, cerveja e muitos outros produtos.

O que vai determinar qual deles será escolhido é a percepção de valor. A água é suficiente para resolver o problema da sede, mas o suco pode ser mais nutritivo, o refrigerante, mais refrescante, e a cerveja, mais relaxante.

Dessa forma, ao criar o texto dos seus e-mails, pense em qual é a dor do seu lead, o que ele precisa que seja solucionado em sua vida. Diante disso, escreva com foco nessa perspectiva, exaltando as vantagens que seu produto ou serviço podem oferecer.

Além disso, entregue algum material mais rico — um e-book, um template, um vídeo. O importante é que seja algo que ajude a pessoa naquele momento. Assim, ela perceberá que sua empresa é capaz de lhe oferecer vantagens significativas.

5. Incentive uma ação

Chegamos ao momento mais esperado de um e-mail marketing: a chamada para a ação — ou CTA, do termo em inglês call to action. O CTA é um comando que você inclui em sua mensagem para orientar o leitor a tomar uma determinada ação. Ele pode vir em forma de texto, mas, na maioria dos casos, ele aparece em forma de um botão.

Todo e-mail precisa ter um objetivo, e chamar uma pessoa para a ação significa sugerir a ela um próximo passo. Se o texto for criado para a divulgação de algo, como um produto, serviço, evento ou conteúdo, ao final, é preciso levar o leitor até o item divulgado.

Os termos usados nos CTA devem ser persuasivos e incisivos e a pessoa que o lê deve ser informada sobre o que esperar ao clicar naquele botão. Veja alguns exemplos:

  • compre agora;

  • inscreva-se;

  • quero participar;

  • saiba mais;

  • entre outros.

É importante ressaltar que um CTA sozinho não faz milagres. Sendo assim, ele deve ser precedido de um texto bem elaborado e explicativo. Seu enredo deve preparar a pessoa para a ação desejada.

Então, fica fácil notar que as estratégias de email marketing descritas neste artigo são complementares. Logo, usá-las em conjunto pode aumentar consideravelmente sua eficiência. Aqui na MV, por exemplo, utilizamos o RD Station e temos profissionais especialistas na ferramenta. Assim, conseguimos integrar todas as táticas, alcançando melhores resultados.

Se você está pensando em aprimorar sua relação com seus leads, que tal começar usando essas dicas? Se você já tem uma base de e-mails, conte-nos como trabalha com ela em sua empresa. Compartilhe sua experiência nos comentários!