Somos influenciados pelo que vemos, ouvimos, sentimos, cheiramos e saboreamos. Nossos sentidos orientam as nossas decisões. Com isso, as estratégias do marketing tradicional vêm perdendo espaço entre os consumidores. Na tentativa de atrair os clientes, as empresas estão apostando no marketing sensorial.

Essa ferramenta explora os cinco sentidos humanos para oferecer experiências únicas e sensações inesquecíveis para os consumidores. Quer saber mais sobre o assunto e como o marketing sensorial pode ser aplicado na sua empresa? Então continue a leitura e descubra agora mesmo!

O que é marketing sensorial

O marketing sensorial é uma das vertentes do marketing que estuda o uso da percepção, por meio dos cinco sentidos humanos — tato, olfato, audição, visão e paladar, nos processos de compra.

Busca-se por meio das ações de comunicação não verbal fixar a marca na mente dos consumidores. Com isso, a empresa consegue criar um vínculo emocional com o cliente.

Hoje, os consumidores não buscam apenas adquirir um produto ou serviço, mas, sim, vivenciar experiências positivas no processo de compra. Ou seja, querem vivenciar experiências que mexam com as suas emoções. Essas emoções podem gerar sentimentos como prazer, medo, raiva e diversão.

As experiências do consumidor acontecem em diferentes momentos relacionados ao processo de compra. Esse processo é constituído por uma série de estágios, são eles:

  • reconhecimento da necessidade;
  • avaliação das alternativas pré-compra;
  • decisão de compra;
  • consumo;
  • avaliação pós-compra; e
  • descarte.

O marketing sensorial tenta compreender como os sentidos humanos podem ser manipulados em cada etapa do processo de compra para proporcionar uma experiência positiva para o consumidor.

Assim, as empresas criam sensações visando estabelecer um vínculo emocional com o cliente, o que agrega valor e diferenciação aos seus produtos ou serviços.

Como utilizar essa estratégia nas campanhas de marketing

Veja como aplicar o marketing sensorial nas ações de comunicação publicitária, no ambiente de venda e nas características dos produtos a partir dos cinco sentidos humanos. Vamos lá!

Visão

A visão é um dos cinco sentidos mais importantes, pois é por meio dela que somos capazes de perceber o mundo à nossa volta. É um dos maiores responsáveis pelas decisões nos processos de compra, estimulando o cérebro em direção ao produto.

A cadeia de Hotel Marriott soube explorar esse sentido. Ela utiliza equipamentos visuais para recriar cenários virtuais e transportar os clientes para diferentes destinos. As pessoas são teletransportadas virtualmente para lugares incríveis.

Olfato

Em seguida, temos o olfato. Ele é capaz de despertar emoções, lembranças, desejos e sentimentos nos consumidores. Um aroma específico e único cria uma identidade para a marca e também tem grande influência no processo de compra.

A rede de rosquinhas norte-americana, Dunkin’ Dunuts, inovou nas estratégias de marketing sensorial. A marca instalou dispensadores de aroma com cheiro de café em vários ônibus de Seoul, capital da Coreia do Sul. A fragrância era dispensada quando o anúncio da rede tocava no rádio.

Audição

Já a audição pode ser estimulada com a escolha da música correta. Assim, cria-se uma atmosfera agradável e que envolve o consumidor com a marca. O som é capaz de interferir no tempo de permanência do cliente em uma loja e criar um vínculo afetivo.

A empresa Lacoste utiliza o marketing sensorial por meio de músicas. Para criar uma experiência única e diferenciada para os seus clientes, ela tem uma trilha sonora que representa a história da marca e a sua identidade.

Tato

Conhecer as características físicas de um produto pode gerar uma sensação antecipada de posse, estimulando o desejo do consumidor de adquirir aquele produto. Por isso, esse sentido é muito importante nas estratégias de marketing.

Uma empresa que se destaca em relação às sensações táteis é a Apple. Para atender os clientes com deficiência visual, a marca desenvolveu um relógio que tem um GPS tátil. Esse relógio vibra intensamente para indicar o caminho que deve ser seguido.

Paladar

Por fim, temos o paladar. Independentemente de a empresa trabalhar ou não com alimentos, é muito importante investir nesse sentido. Oferecer um mimo, seja um biscoito seja um café, pode fazer muita diferença para o cliente. Desperta nele um sentimento de cuidado.

A loja de roupas femininas Alugue Casual soube usar o paladar como diferencial. Ela uniu a experiência gastronômica com a moda. Além de oferecer coquetéis na loja, a marca realiza parcerias com outras empresas para fazer ensaios fotográficos com suas roupas no local, como em cafeterias, por exemplo.

Como aplicar o marketing sensorial em ambientes online

Com o avanço da internet e a mudança no comportamento de compra dos consumidores, novos meios de comunicação surgiram. Com isso, também houve a necessidade de se pensar em como fazer o marketing sensorial em ambientes online e, assim, atrair a atenção dos consumidores.

Dos cinco sentidos humanos, os que podem ser aplicados no ambiente virtual são: audição e visão. Mas como os profissionais de marketing podem fazer isso? Vamos descobrir!

Nos ambientes online investir na experiência visual é essencial. Um bom design dos sites pode atrair ou não a atenção dos usuários na web. Também é importante investir em imagens e fotos de boa qualidade, layouts que facilitem a navegação e conteúdo que permita uma leitura dinâmica.

A audição é outro sentido que pode ser bastante explorado nesse ambiente. Uma música é capaz de transmitir sensações e envolver os consumidores. Isso é possível por meio da seleção das músicas corretas para atingir esse objetivo.

Quais são as vantagens do marketing sensorial

Podemos observar que o marketing sensorial despertar boas sensações nos consumidores por meio de estratégias que utilizam os cinco sentidos humanos. Com isso, as principais vantagens de se aplicar esse tipo de marketing em uma empresa são:

  • estímulo nas vendas, o que aumenta o faturamento da empresa;
  • maior engajamento entre marca e consumidores, gerando maior fidelização por parte dos clientes;
  • criação de uma identidade única para a marca, diferenciando-a da concorrência;
  • melhoria no relacionamento com o cliente; e
  • atração de mais clientes ao produzir uma experiência diferenciada.

A experiência de compra está intimamente ligada ao marketing sensorial. Essa experiência pode ser positiva ou negativa. Tudo depende de como o ambiente, físico ou virtual, pode afetar cada consumidor.

Portanto, para criar boas experiências para os clientes, as empresas devem conhecer o comportamento do consumidor e compreender como os sentidos interferem em seu processo de compra. Só assim as estratégias de marketing sensorial podem gerar boas experiências.

Gostou do nosso artigo? Então o compartilhe em suas redes sociais com seus amigos e familiares! Até mais!